Suspensão de atendimento presencial do INSS paralisa 600 mil pedidos de perícia


Com a suspensão dos atendimentos presenciais do INSS , cerca de 600 mil pedidos de perícia médica estão paralisados. O serviço foi suspenso em março, por conta da pandemia de Covid-19, e está sendo oferecido de forma virtual. O INSS possibilitou que as pessoas que têm um atestado médico possam validar o documento através de um aplicativo e receber a antecipação de um salário mínimo.

De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), aproximadamente 180 mil pessoas que estão com os pedidos paralisados entraram na Justiça. Para evitar um aumento de casos no Judiciário, o CNJ permitiu que as perícias sejam feitas de forma online.

Entretanto, o INSS ainda não determinou que os peritos façam os trabalhos de maneira virtual. Além disso, o Conselho Federal de Medicina (CFM) apresentou uma resolução contra a telemedicina, que serviu de base para a aprovação das perícias online.

Em meio a esse empasse, o Tribunal de Contas da União (TCU) foi acionado e deverá mediar a discussão. O INSS, o CNJ e o CFM serão convocados para uma reunião que deverá resolver o problema. Entretanto, até lá, os trabalhadores ficarão com os problemas de atendimento.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.