Sindicatos denunciam fuga ao fisco da McDonald


Um relatório conjunto de confederações sindicais e organizações anti-pobreza europeias e norte-americanas, em colaboração com a campanha War on Want, trouxe a público o esquema de planeamento fiscal que permitiu à cadeia McDonald’s fugir ao pagamento de impostos na Europa.

O esquema denunciado pelo relatório «Unhappy Meal» passou pela mudança da sede do Reino Unido para a Suíça e pela abertura de uma subsidiária no Luxemburgo, para onde eram canalizados os lucros. Esta última empregava apenas 13 pessoas e entre 2009 e 2013 regisrtou lucros de 3700 milhões de euros, pagando apenas 16 milhões de euros em impostos.

Desta forma, o lucro obtido nos grandes mercados europeus como França, Itália, Espanha e Reino Unido, não se traduziu em impostos pagos nesses países, originando perdas fiscais aos cofres públicos avaliadas em 1000 milhões de euros.

“É vergonhoso assistirmos como uma empresa multimilionária, que paga salários baixos aos seus trabalhadores, ainda tentar fugir à responsabilidade de pagar a sua parte dos impostos tão necessários os serviços públicos de que todos dependemos”, afirmou Jan Goudriaan, secretário-geral da Federação Europeia de Sindicatos dos Serviços Públicos.

Em 2013 McDonald’s europeia representa 40% das receitas totais da multinacional, contando com 7850 lojas em diversos países.

Fonte: Esquerda.Net