DIGA NÃO AO RACISMO: JUSTIÇA PARA JOÃO ALBERTO!


Às vésperas do Dia da Consciência Negra, o racismo faz mais uma vítima e bem debaixo dos nossos olhos. Na noite de quinta-feira, 19, João Alberto Silveira Freitas, um homem negro de 40 anos, foi morto por agressão no Carrefour localizado no bairro Passo D’Areia. Segundo apurou o Sul21, as circunstâncias do assassinato estão sendo apuradas pela Polícia Civil.
A cena lembra o que aconteceu recentemente com George Floyd que morreu sufocado nos Estados Unidos ao ser agredido por policiais. E isto é bem sintomático dos tempos que vivemos de incentivo à violência e ao racismo levados a cabo por Bolsonaro, Negelstein e demais seguidores de um fazer política vazia em cima de provocações e de apelo à violência.
É hora de sermos solidários com a família de João Alberto Silveira Freitas, é hora, neste dia da consciência negra, de darmos um basta a dizimação da população negra!
O escritório Marilinda Marques Fernandes reitera seu compromisso com um mundo mais igualitário e repudia veementemente qualquer tipo de discriminação racial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.